Agritrop
Home

Políticas públicas terrritorializadas no Brasil e na América Latina: algumas perspectivas de evolução e de agenda para a pesquisa

Sabourin Eric. 2016. Políticas públicas terrritorializadas no Brasil e na América Latina: algumas perspectivas de evolução e de agenda para a pesquisa. In : Seminário Internacional “Cruzando olhares sobre políticas territoriais e pobreza: métodos, campos e perspectivas”. CAPES/COFECUB, OPPA, UFRRJ, ARTDev, CPDA/UFRRJ. Rio de Janeiro : s.n., pp. 1-17. Séminaire International « Regards croisés sur les politiques territoriales et la pauvreté : méthodes, terrains et perspectives », Rio de Janeiro, Brésil, 6 December 2016/7 December 2016.

Guest paper
[img]
Preview
Published version - Portugais
Use under authorization by the author or CIRAD.
Sabourin Seminario CPDA Rio dez 2016.pdf

Télécharger (747kB) | Preview

Additional Information : Eric Sabourin est l'expert invité du Cirad

Abstract : A comunicação trata da evolução dos processos de territorialização de políticas públicas no setor rural no Brasil e de algumas perspectivas de pesquisa sobre esse tema. A territorialização das políticas considera as especificidades de cada território em oposição ao enfoque vertical que divide a ação pública em setores de atividade separados. Segundo Faure (2007) “em sua formulação mais simples, a territorialização corresponde a uma abordagem política pública que valoriza as características e os recursos de cada território.. o território, mais do que o aparelho de Estado, seria agora o local de definição e solução de problemas públicos. ..supõe um tratamento localizado de certas questões e o desenvolvimento de uma pluralidade de atores envolvidos na produção de um laço político e social”. Encontramos três principais elementos para justificar a territorialização das políticas públicas: i) O serviço ou o bem público não é distribuído de maneira uniformizada pela autoridade central (Thoenig e Duran,1996; Faure, 2004); ii) existe uma tentativa de aproximar a tomada de decisão dos problemas e dos usuários ou beneficiários das políticas (Massardier, 2008; Duran, 2011); O território não é definido administrativamente mais de acordo com uma dinâmica especificamente territorial (Faure e Négrier, 2007). A exposição estará dividida em três partes: a primeira, após essa introdução, lembra as principais experiências de territorialização do desenvolvimento no Brasil. A segunda apresenta os principais enfoques de analise da territorialização e ensinamentos da sua aplicação na América latina. A terceira parte examina as principais escolas teóricas ou conceituas que promoveram a analise pela territorialização das politicas. A conclusão aponta algumas perspectivas para a pesquisa sobre esse tema a partir dos primeiros resultados do projeto “Pobreza, territórios e políticas públicas”.

Mots-clés libres : Politiques publiques, Territorialisation, Agricultures, Amérique Latine, Recherches

Classification Agris : E14 - Development economics and policies
B10 - Geography
A01 - Agriculture - General aspects
U30 - Research methods

Auteurs et affiliations

Source : Cirad-Agritrop (https://agritrop.cirad.fr/581934/)

View Item (staff only) View Item (staff only)

[ Page générée et mise en cache le 2019-10-04 ]