Agritrop
Home

A trajetória brasileira de construção de políticas públicas para a agroecologia. GT12 0497

Niederle Paulo André, Schmitt Claudia Job, Sabourin Eric, Petersen Paulo, Avila Mario, Assis William. 2018. A trajetória brasileira de construção de políticas públicas para a agroecologia. GT12 0497. In : Actas del X Congreso ALASRU. Asociación Latinoamericana de Sociología Rural. Montevideo : Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, pp. 1-20. Congreso ALASRU (Asociación Latinoamericana de Sociología Rural). 10, Montevideo, Uruguay, 25 November 2018/30 November 2018.

Paper with proceedings
[img]
Preview
Published version - Portugais
Use under authorization by the author or CIRAD.
Alasru 2018- Politicas de Agroecologia PP-AL .pdf

Télécharger (894kB) | Preview

Url - éditeur : http://alasru2018.easyplanners.info/opc/?page=listado_actividades&dia_actividad=2018-11-29&actividad_general=Todos&pages=4#

Abstract : Este artigo analisa a construção de políticas públicas para a agroecologia no Brasil focalizando: (a) o contexto econômico, político e institucional e os processos de organização social que possibilitaram a emergência dessa agenda pública; (b) a constituição de redes de promoção da agroecologia e sua capacidade de influenciar a ação pública; (c) a incorporação do enfoque agroecológico nas políticas públicas considerando a coexistência de distintas concepções de agroecologia. Os resultados são provenientes de uma pesquisa interinstitucional que envolveu diversos pesquisadores e organizações vinculadas à Rede Políticas Públicas e Desenvolvimento Rural na América Latina (PP-AL). Os mesmos apontam que a construção de políticas a favor da agroecologia ganhou espaço a partir de 2002, quando a eleição de Lula levou para dentro da estrutura do Estado atores com interface direta com movimentos sociais e sindicais. Na ampla coalizão política que se formou no novo governo e, sobretudo, no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), predominaram movimentos agrários com suas tradicionais pautas em torno do crédito rural e da reforma agrária. No entanto, eles passaram a conviver com um movimento agroecológico cada vez mais expressivo e organizado, o que levou à incorporação gradual de referenciais socioambientais nas políticas agrícolas diferenciadas. Além disso, esta convergência foi potencializada pela agenda da segurança alimentar e nutricional, a qual cumpriu um papel decisivo na disseminação da agroecologia como referencial de política pública.

Mots-clés libres : Agroécologie, Politiques publiques, Mouvements sociaux, Brésil, Agriculture biologique

Auteurs et affiliations

  • Niederle Paulo André, UFRGS (BRA)
  • Schmitt Claudia Job, UFRRJ (BRA)
  • Sabourin Eric, CIRAD-ES-UMR ART-DEV (BRA) ORCID: 0000-0002-1171-2535
  • Petersen Paulo, AS-PTA (BRA)
  • Avila Mario, UNB [Universidade de Brasilia] (BRA)
  • Assis William, UFPA (BRA)

Source : Cirad-Agritrop (https://agritrop.cirad.fr/589505/)

View Item (staff only) View Item (staff only)

[ Page générée et mise en cache le 2020-10-24 ]