Agritrop
Home

Políticas de desenvolvimento tecnológico e industrial para maquinaria agrícola adaptada para agricultura familiar: as experiências do Brasil e da Argentina

Sabourin Eric, Sayago Doris, Balestro Moises. 2017. Políticas de desenvolvimento tecnológico e industrial para maquinaria agrícola adaptada para agricultura familiar: as experiências do Brasil e da Argentina. Brasilia : s.n., 40 p.

Technical and research document
[img]
Preview
Published version - Portugais
Use under authorization by the author or CIRAD.
Relatório Final Politicas de inovação máquinas para AF Argentina-Brasil CNPQ.pdf

Télécharger (542kB) | Preview

Abstract : O objetivo do projeto foi examinar de forma exploratória as políticas públicas para as empresas que desenvolvem máquinas e implementos agrícolas exclusivamente para agricultores familiares. Embora existam grandes empresas que desenvolvem produtos adaptados aos agricultores familiares, esta tem sido uma característica das micro, pequenas e médias empresas. De um modo geral, há uma carência de estudos sobre a mecanização da agricultura familiar, em especial quando se considera as características destes fornecedores de implementos e equipamentos agrícolas. No caso brasileiro, foi considerada a linha de credito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar–PRONAF, na categoria “Mais Alimentos” como o carro-chefe para as unidades familiares porque permitiu um grande impulso ou mesmo criação de um mercado para as empresas que desenvolvem máquinas e implementos para agricultores familiares. No caso argentino, o estágio de desenvolvimento de uma indústria de máquinas e implementos agrícolas especificas para pequenos agricultores é ainda bastante incipiente. Principalmente, as empresas ou oficinas que possuem potencial de entrar neste mercado são as que fornecem máquinas e implementos para a colheita experimental e para horticultura. Na Argentina, ao contrario do Brasil existe uma limitação de política pública para o desenvolvimento destas empresas é a quase ausência de crédito para a aquisição de máquinas e equipamentos de parte dos pequenos agricultores, crescentemente chamados de agricultores familiares. Os atores governamentais chaves para o apoio ao desenvolvimento destas empresas no Brasil é o Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Banco Nacional de Desenvolvimento Economico e Social - BNDES e, em menor grau, o Ministério da Fazenda. O principal ator no caso argentino é o Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA) com um apoio essencialmente voltado para estabelecer laços entre os fabricantes e os agricultores familiares por meio de feiras e eventos. Em alguns casos, o INTA também contribuiu com o desenvolvimento de produtos. O presente relatório está divido em quatro partes. A primeira parte apresenta uma revisão conceitual sobre aprendizado e inovação com ênfase para o aprendizado que deriva da interação entre usuários e produtores. Aborda também os processos de inovação abertos em que o regime de propriedade intelectual não é essencial e no qual vários atores participam do desenvolvimento. Neste capítulo, também são consideradas algumas da inovação livre de Von Hippel (2016). Há especial atenção para as implicações para as políticas públicas nesta revisão conceitual. A metodologia é apresentada na segunda parte. Na segunda parte, é apresentada a metodologia da pesquisa. A terceira parte traz uma descrição e análise do Crédito Pronaf Mais Alimentos no Brasil. Além de documentos, foram consideradas as entrevistas conduzidas com um dos consultores do programa, empresários que participam do programa e o representante do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos do Rio Grande do Sul (SIMERS). A análise do programa considera os ganhos e limites para o desenvolvimento tecnológico das empresas familiares. Na quarta parte são descritos os resultados na Argentina e apresentadas as analises sobre as especificidades das empresas medias e pequenas (MPME) de máquinas e implementos considerando a origem e trajetória das empresas, processos de aprendizado e a percepção sobre as políticas públicas. Embora a ênfase maior está no caso brasileiro, as evidências do caso argentino são utilizadas para entender melhor as semelhanças e diferenças entre os dois casos. Ao final, são apresentadas as considerações finais com as limitações da natureza exploratória desta pesquisa e, especialmente, as perspectivas de pesquisa futura. (Résumé d'auteur)

Mots-clés libres : Politiques publiques, Politiques d'innovation, Machines agricoles, Agriculture familiale, Argentine, Brésil

Classification Agris : E14 - Development economics and policies
E80 - Home economics, industries and crafts
N20 - Agricultural machinery and equipment

Auteurs et affiliations

  • Sabourin Eric, CIRAD-ES-UMR ART-DEV (BRA) ORCID: 0000-0002-1171-2535
  • Sayago Doris, UNB [Universidade de Brasilia] (BRA)
  • Balestro Moises

Source : Cirad-Agritrop (https://agritrop.cirad.fr/586171/)

View Item (staff only) View Item (staff only)

[ Page générée et mise en cache le 2019-10-03 ]