Agritrop
Home

Validação de protocolo de extração de dna sem uso de nitrogênio líquido

Araújo Santos Taís, Oliveira Barbosa Ana Cláudia, Kreuze Jan, Iskra Caruana Marie-Line, Alves Santos de Oliveira Saulo, Fortes Ferreira Claudia. 2018. Validação de protocolo de extração de dna sem uso de nitrogênio líquido. Revista Recursos Genéticos News, 4 (3), « n.spéc. » Anais do V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos - Fortaleza 06 a 09 de novembro de 2018., Résumé : p. 590. Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos. 5, Fortaleza, Brésil, 6 November 2018/9 November 2018.

Journal article ; Article de revue à comité de lecture Revue en libre accès total
[img]
Preview
Published version - Portugais
Use under authorization by the author or CIRAD.
ID588911.pdf

Télécharger (1MB) | Preview

Editeur : http://www.recursosgeneticos.org/noticia/revista-rg-news

Abstract : Com o avanço das técnicas de Biologia molecular, surge a necessidade de se aprimorar protocolos de extração de DNA para que sejam mais rápidos e baratos, possibilitando a inclusão de novas metodologias que tendem a beneficiar seus usuários. Nos protocolos de rotina, o uso do nitrogênio líquido é indispensável para o rompimento da parede celular e retirada dos ácidos nucleicos do interior das células durante o processo de maceração. No entanto, sabe-se que o custo do nitrogênio líquido é bastante elevado. As furadeiras de bancada fazem a mesma função do nitrogênio líquido e são extremamente baratas, duráveis e fáceis de serem utilizadas e o seu uso em relação ao nitrogênio e permite uma economia de R$20.000-R$30.000,00/ano a depender do número de amostras quando se compara aos gastos em laboratórios ao final do ano. Portanto, o objetivo deste trabalho foi validar protocolo de extração de DNA com o uso da furadeira de bancada na extração de DNA das principais culturas da Embrapa Mandioca e Fruticultura. Após a coleta do material vegetal, foram realizadas as extrações de DNA das seguintes culturas: bananeira, abacaxi, citros, mamão, maracujá e mandioca. Para cada cultura foram utilizados três genótipos, totalizando três repetições cada. A quantificação para verificar a quantidade e a qualidade do DNA foi feita em gel de agarose 1% por meio de eletroforese. Em seguida foram realizadas as amplificações com dez marcadores moleculares, sendo: cinco marcadores SSR (Simple Sequence Repeats) e cinco ISSR (Inter-simple Sequence Repeats), com o intuito de validar o protocolo. A extração de ácidos nucleicos com uso da furadeira de bancada foi idealizada no CIRAD – Baillarguet em Montpellier – França e CIP-Lima Peru. O método de extração de DNA com auxílio da furadeira de bancada foi eficiente na obtenção de DNA de qualidade em comparação com o método tradicional que faz uso do nitrogênio liquido e sua validação foi confirmada por meio das amplificações via marcadores ISSR e SSR. A nova metodologia irá contribuir para a redução de custos nos laboratórios de Biologia Molecular, principalmente em épocas de recursos escassos para a pesquisa.

Mots-clés Agrovoc : Musa, Citrus, Manihot esculenta, Ananas (fruits), Grenade (fruits), Manioc, ADN, Biologie moléculaire

Mots-clés géographiques Agrovoc : Brésil

Mots-clés libres : Marcadores moleculares, Furadeira de bancada, Manihot esculenta

Classification Agris : F30 - Plant genetics and breeding
U30 - Research methods

Axe stratégique Cirad : Axe 3 (2014-2018) - Alimentation durable

Auteurs et affiliations

  • Araújo Santos Taís, UFRB (BRA)
  • Oliveira Barbosa Ana Cláudia, UESC (BRA)
  • Kreuze Jan, CIP (PER)
  • Iskra Caruana Marie-Line, CIRAD-BIOS-UMR BGPI (FRA) ORCID: 0000-0003-4486-2449
  • Alves Santos de Oliveira Saulo, EMBRAPA (BRA)
  • Fortes Ferreira Claudia, EMBRAPA (BRA)

Source : Cirad-Agritrop (https://agritrop.cirad.fr/588911/)

View Item (staff only) View Item (staff only)

[ Page générée et mise en cache le 2019-10-08 ]